Fábulas, Monteiro Lobato

http://visaodigital.org/tiatati/tag/historia-de-monteiro-lobato/

Fábulas não são lições de História Natural, mas de moral – explica dona Benta para as curiosas crianças que questionam o fato dos bichinhos falarem nas histórias. A partir daí, a vovó mais famosa do Brasil nos encanta com contos onde animais e elementos da natureza se unem para nos trazer valiosas lições sobre a vida e situações cotidianas.

imagesNo dia em que comemora-se o aniversário de Monteiro Lobato – um dos maiores escritores brasileiros e precursor da literatura infantil no país – o livro Fábulas ganha espaço aqui no blog. Uma obra com sonoridade e ritmo que pode ser lida por crianças e adultos e provocar diferentes reflexões e aprendizados.

Muitas das fábulas são, nas palavras de dona Benta, dolorosas, e faz adultos questionarem se aquilo é realmente literatura infantil. Mas a lição por trás das palavras nos faz entender que a vida não é um favo de mel e que devemos aprender com os acontecimentos para seguir em frente.

A didática vovó também dá voz às críticas de Monteiro Lobato quando diz que a gramática é criada da língua e não dona, e como tal, serve os propósitos da narrativa. Além disso, dona Benta explica às crianças a diferença entre literatura com e sem aspas. A primeira se mostra como um pavão, enfeitada, mas muitas vezes desnecessária. Quando as aspas caem, no entanto, nasce o texto puro, apenas com o essencial para transmitir sua mensagem.

Com pérolas como “Ajuda-te, que o céu te ajudará” e “Contra esperteza, esperteza e meia”, o livro nos prepara e carrega cada vez mais para dentro do universo fantástico do Sítio do Pica Pau Amarelo.

A Amora Literária

A Amora Literária nasceu de três grandes amores.

O amor entre duas amigas, nutrido à distância por conversas infindáveis nos meios de comunicação online.

O amor pelos livros. Pelo cheiro dos livros novos, pelas marcas dos livros velhos, pela companhia que eles representam em momentos de tristeza, pela maneira como nos fazem ver o mundo de um jeito diferente, pelos lugares para os quais eles nos levam. Por essa relação que nos dá sonhos, alegrias, lágrimas e esperança, sem nunca pedir nada em troca.

E o amor pela escrita, que é, para nós, uma amiga e uma terapia, que enxerga o nosso melhor e o nosso pior e os traduz em palavras no papel ou em uma tela branca no monitor.

A Amora Literária foi criada para compartilhar esse mundo mágico da linguagem que, a sua maneira, nos ajuda a viver com sanidade e alegria.